Nós fomos – Animaexpo 2012

Nos dias 21 e 22 de Abril, aconteceu em Fortaleza a primeira edição da AnimaExpo, evento que foi realizado na Faculdade Integrada do Ceará.

A premissa do evento é fazer mais um encontro de assuntos da cultura pop como Quadrinhos, Filmes e Games. O destaque ficou na promessa de fazer um celebração aos jogos eletrônicos estilo Video Game, tendo além de campeonatos, uma exposição de consoles antigos e palestras sobre o assunto.

Chamada de Game Expo, o sub-evento dentro da Animaexpo contava com vários atrativos, não todos funcionais. O espaço dedicado aos consoles free-to-play estava mal organizado e nem todos os telões estavam funcionando.

Destaque mesmo vai para o pessoal do Joga Fortal, grupo que se reune com frequência em Fortaleza para jogar diversos jogos de tabuleiro. Seja o famoso e simples Jenga ou o estratétigico e divertido Catan, passando pelos clássicos RPGs de mesa, qualquer um se sentia em casa na área do Joga Fortal.

Outra área que merece destaque era do pessoal do Bójoga, contando com um mini-museu mostrando a coleção do Professor Daniel Gularte que possui peças raras como o Telejogo e o Virtua Boy. Na mesma sala, os visitantes voltavam no tempo podendo jogar alguns clássicos como Top Gear e Sonic.

Vale ressaltar que o evento em si demorou para se organizar, devido a forte chuva. E por isso, a programação das palestras foi para o espaço, desorganizando os palestrantes e quem ia cobrir o evento.

“Uma visão geral sobre Jogos Digitais” foi o tema abordado pelo primeiro palestrante o Professor Milton Escóssia. Basicamente uma abordagem mastigada sobre o que é um game e foi exatamente isso que aconteceu. Foi uma palestra para aqueles que não tinham nenhuma noção de como funciona o mercado de games nacional e internacional.

Não tem nenhum mal nisso e deve ser por isso o motivo de ter sido chata e sem sal. A grande maioria do público não sabia sobre o que foi abordado e aqueles que sabiam, foi apenas uma perda de tempo. E a essa grande maioria não se encontrava na hora, só a palestra com dubladores que teve um grande público.

Nem preciso falar que toda a apresentação foi baseada em fontes extremamente confiáveis em questão de mercado de games, como a revista Época e dois vídeos do Jornal Hoje, “Joguim não é mais diversão é coisa séria”. Pelo menos tínhamos dados confiáveis da Acigames (são de 2009 mas vamos dar algum crédito) e a abordagem da gameficação em aplicativos como o 4square.

Os pontos altos foram os textos tirados desta matéria da revista época feita neste ano. E destaque para a citação de algumas developers Cearenses (FanStudio, ToPlay e Virtue Studios), algo que não tinha conhecimento. Encerrou com chave de ouro com duas reportagens do Jornal Hoje, uma de 2008 falando sobre o mercado e outra sobre a profissão de Game Designer.

Devido a chuva que atrasou o evento, a palestra sobre o mercado brasileiro de games ficou para o dia seguinte. Nenhum aviso sobre horário foi dado, logo eu não fiquei sabendo e infelizmente perdi.

O grupo de flauta doce e Orquestra Sifônica da Universidade Estadual do Ceará, foram o mais perto de uma apresentação de Gamemusic que chegou aqui no estado. Bastante divertido, se fizessem uma apresentação só com eles eu iria fácil.

No geral a Animaexpo foi evento que eu esperava a anos, algo de importante envolvendo games aqui em Fortaleza e infelizmente não foi isso que aconteceu. É a primeira edição do evento e com certeza aprenderam ou estão aprendendo com os erros, e nas próximas edições tem tudo para ser um evento melhor. Não era o que eu esperava, meio decepcionante mas é preciso dar créditos aos organizadores por terem essa idéia e tentar colocar em pratica.

Aquilo que valeu a pena no evento foram as duas palestras com o pessoal do Pauta Livre News. Disparado as melhores palestras do evento e felizmente tive a oportunidade de conversar com todos eles, inclusive o recém-membro Vivacqua, mais conhecido como o Prefeito da Cidade Gamer.

Não preciso nem dizer o quão incrível foi conhecer os caras e conversar com eles, me fez respeitar ainda mais a mídia podcast como uma desculpa para fazer novas amizades. Realmente, nisso a organização acertou em cheio.

Estarei esperando uma próxima AnimaExpo? Sim, não é por quê a primeira edição foi fraca que as outras tem que seguir o mesmo padrão. Como eu queria que idéias assim surgissem com mais frequência aqui em Fortaleza.

 

Ives Aguiar

Gosta desse joguinhos estilo video game desde a geração PSX e é da geração Leite com Pêra. Bloga nesse site bacanudo com a missão de algum dia ser um jornalista de joguinhos. Quem sabe um dia?